2017

~

PROGRAMAÇÃO

De 30 de Junho de 2017 a 22 de Julho de 2017

Descarregar brochura do festival

amandine_home

JUNHO 30 22h00

Antonio Vivaldi foi um grande violinista veneziano. Na sua época, Veneza ainda era uma metrópole comercial, ligando a Europa às rotas de comércio asiáticas. Essa prosperidade traduziu-se numa intensa vida musical. As sinfonias e concertos de Vivaldi são disso um excelente exemplo.

coro_gulbenkian_home

JULHO 7 22h00

Este concerto reflecte a proximidade entre Michel Corboz e o Coro Gulbenkian. Corboz é uma das grandes referências corais da chamada “música antiga” e foi nomeado maestro titular do Coro Gulbenkian em 1969. Desde então, desenvolveram uma cumplicidade que decerto se fará ouvir neste concerto.

Stefano-Bollani-e-Chano-Dominguez_home

JULHO 14 22h00

O Festival Internacional de Música de Espinho deste ano conta com dois recitais a dois pianos. Este reúne, pela primeira vez em Portugal, o italiano Stefano Bollani e o espanhol Chano Dominguez, numa noite que se espera imprevisível.

JULHO 1 22h00

O grande violoncelista húngaro Miklós Perényi, é um dos mais prestigiados cultores do instrumento.
Neste concerto, Perényi guia-nos por duas obras essenciais do repertório para violoncelo: a : Sonata para Violoncelo Solo, de Kodaly e As Variações sobre um tema rococó, de Tchaikovsky.

perenyi_home

JULHO 5 22h00

      LOTAÇÃO ESGOTADA

Avishai Cohen é um dos grandes nomes do jazz actual, conhecido por trabalhar nas suas fronteiras. Nascido em Israel, mudou-se para Nova Iorque com armas e bagagens, onde afirmou uma carreira de contrabaixista, compositor e cantor.

avishai_cohen_

JULHO 8 22h00

O sucesso da música de câmara depende muito da proximidade entre os músicos. Apesar de ambos desenvolverem uma intensa carreira a solo, Baeva e Kholodenko são parceiros habituais na música de câmara.

alena_home
Orquestra-Classica-de-Espinho_home

JULHO 2 11h30

O jazz tem sido presença assídua no Festival Internacional de Música de Espinho. Contudo, é a primeira vez que um concerto para famílias é dedicado a esse género. Com ele, pretende-se que as pessoas desenvolvam um maior conhecimento do género, num ambiente informal e de boa disposição.

Hanson-Quartet_home

JULHO 9 18h00

A música de câmara é uma presença regular no FIME. Neste recital, a música francesa e austríaca do final do Romantismo está em destaque. Outro atractivo deste recital é a junção de um grupo de jovens músicos premiados em concursos internacionais, cuja carreira se encontra em franca ascensão.

pierre-laurent

JULHO 15 22h00

Este recital apresenta dois pianistas com grande carreira internacional, Pierre-Laurent Aimard e Tamara Stefanovich, interpretando uma das obras com mais história no FIME, a Sonata para dois pianos e percussão, do compositor húngaro Béla Bartók.

Richard-Galliano_home

JULHO 22 22h00

Richard Galliano é um dos maiores virtuosos mundiais do acordeão. Músico precoce e filho de acordeonista, o encontro com Astor Piazzolla incentivou uma grande transformação musical. Partindo da música popular francesa para acordeão, Galliano lançou-se num processo de revisão e actualização do género, transformando o repertório para o instrumento.

~

BILHETES FIME

Preço normal – 7 eurosfime

Descontos

Cartão Amigo AdE+ – 4 euros

Cartão Amigo AdE – 5,5 euros

Sócio AME – 5,5 euros

Cartão Nascente – 5,5 euros

Menores 25 anos – 4 euros

Alunos AME/EPME – 4 euros

Professores AME /EPME – 4 euros

~

O FESTIVAL

O FIME, ao longo das mais de três décadas de existência, em etapas de desenvolvimento progressivo ou mais abrupto, tem-se vindo a afirmar como um Festival de características únicas no País, suscitando a simpatia e a admiração de muitos visitantes de outras paragens que já passaram por Espinho. Recebe hoje em dias alguns dos melhores intérpretes do mundo nas suas áreas de actividade.

O objectivo da Academia em associar a actividade estritamente pedagógica à actividade de disponibilização de conteúdos culturais à cidade e à região surgiu quase contemporaneamente à fundação da Associação (1960) com a realização da 1ª Edição do Festival de Música de Verão em 1964, pela vontade e trabalho do Professor Mário Neves e a prestimosa colaboração da Professora Delmary Neves. O Festival foi assim um dos primeiros “Festivais de Verão” a ser realizado no nosso país.

O FIME, ao longo das mais de três décadas de existência, em etapas de desenvolvimento progressivo ou mais abrupto, tem-se vindo a afirmar como um Festival de características únicas no País, suscitando a simpatia e a admiração de muitos visitantes de outras paragens que já passaram por Espinho. Recebe hoje em dias alguns dos melhores intérpretes do mundo nas suas áreas de actividade.

O Festival Internacional de Música de Espinho é uma das componentes de um projecto vasto e ambicioso que integra, além de um projecto pedagógico num novo edifício, vários espaços para a realização de espectáculos e uma orquestra semi-profissional: a Orquestra Clássica de Espinho.

O FIME, na sua 33ª edição, iniciou uma nova fase da sua já longa existência; com um novo espaço para realização de espectáculos – o Auditório de Espinho –, local privilegiado para a realização de concertos a solo e de Música de Câmara, dada a sua acústica e dimensões.

Recentemente, o FIME recebeu nos seus palcos nomes como Ivo Pogorelich, Alina Pogostkina, The Swingle Singers, Gilles Apap, Turtle Island Quartet, Steven Isserlis, Brad Mehldau, Mário Laginha, Bernardo Sassetti, Augustin Dumay, Romain Garioud, Nikolai Lugansky, Sequeira Costa, Boris Berezovsky, Stephen Kovacevich, German Brass, Orquestra Gulbenkian, Grigory Sokolov, Peter Wispelway, entre outros.

~

EDIÇÕES ANTERIORES

~

CONTACTOS

Email geral

festival@musica-esp.pt

Reservas

reservas@musica-esp.pt

Morada

Rua34, nº884 – 4500-318 Espinho, Portugal

Telefone/Fax

Tel.:+351 22 734 11 45 / 22 734 04 69